15o Encontro reuniu médicos e pacientes para falar sobre os avanços no tratamento das doenças reumáticas

cópia de grupo

15o Encontro reuniu médicos e pacientes para falar sobre os avanços no tratamento das doenças reumáticas

Nos dias 14 e 15/7, aconteceu em Petrópolis, o 15º Encontro Médico Social sobre Doenças Reumáticas. Organizado pelo Grupo de Pacientes Artríticos de Petrópolis, em parceria com a Sociedade Brasileira de Reumatologia e a Sociedade de Reumatologia do Rio de Janeiro.

Cerca de 300 pessoas, entre pacientes, profissionais da saúde, estudantes e a sociedade em geral estiveram presentes para dialogar sobre as inovações no tratamento das patologias reumáticas. Queremos ter certeza que os pacientes saibam sobre os novos estudos e novas possibilidades de tratamento, para que tenham mais esperança e perspectiva de futuro, afirma Dra. Wanda Heloisa – Presidente do Gruparj.

Esta 15a edição, com o tema: Um novo olhar sobre as doenças reumáticas: quinze anos de inovação em Petrópolis, apresentou os avanços no tratamento através do uso das medicações imunobiológicas, medicamento que revolucionou o tratamento da doenças reumáticas nos últimos 15 anos e abordou a importância da educação em saúde para o acesso rápido ao reumatologista para diagnóstico precoce. Se um dos principais fatores que dificultam o diagnóstico precoce é o acesso ao reumatologista, é imprescindível que haja um esforço conjunto para encurtar o tempo para que o paciente tenha o tratamento adequado, afirma a especialista.

Na abertura do Encontro, Dr. Georges Basile Christopoulos, presidente eleito da Sociedade Brasileira de Reumatologia, ressaltou a relevância do trabalho realizado pelo Gruparj. “O trabalho de educação em saúde que o Gruparj vem realizando com sucesso nestes quinze anos, precisa ser multiplicado pelas associações em todo o Brasil, pois a educação é uma ferramenta essencial para o portador de doenças reumáticas” .

Palestras e Painéis

O XV Encontro tratou os assuntos em palestras e painéis apresentando temas sob perspectivas de diferentes especialistas e do paciente.

O primeiro dia do evento foi marcado com a mesa sobre o uso de corticoides. O presidente da SRRJ, Dr. José Verztman falou dos seus benefícios no tratamento e quando se faz indispensável o uso para uma resposta positiva mediante a períodos de crise. Já o endocrinologista, Dr. Francisco Sales alertou sobre os riscos e efeitos colaterais do medicamento.

No painel sobre Farmacovigilância, Ana Paula Grazinoli – farmacêutica do Centro de Saúde de Petrópolis, abordou o papel do profissional de saúde que acompanha e estuda os eventos adversos que podem ocorrer com o uso de qualquer medicamento, a diferença entre reação adversa e evento adverso. A reumatologista Wanda Heloisa Ferreira trouxe a importância da responsabilização do paciente durante o uso da medicação.

Dr. Jozélio Freire de Carvalho fechou o primeiro dia do Encontro falando sobre as pesquisas e novos medicamentos para o tratamento do Lúpus. Apesar de não ter cura, existem diversos medicamentos e muitas pesquisas em andamento sobre o Lúpus. O acompanhamento médico adequado permite um controle excelente para o controle dos fatores de risco que aumentam muito a sobrevida do paciente e melhoram a sua qualidade de vida. Sim, há muita esperança para o paciente com Lúpus, afirma o Dr. Jozélio.

O último dia do evento foi iniciado com umas das discussões mais atuais, Artrite viral na atualidade. A Dra. Selma Merenlender esclareceu e respondeu muitos questionamentos sobre a ligação entre o aparecimento da artrite nos casos de Chikungunya. No momento em que o mosquito pica o paciente, o vírus da Chikungunya cai na circulação sanguínea. Ele é identificado por células no sangue, que imediatamente atacam o vírus, alguns pedacinhos do vírus digeridos são capazes de ativar sequencias em nossos DNA que estavam dormindo, e são responsáveis pela produção de reumatismos chamados de autoimunidade, explica Dra. Selma.

Durante o dia os participantes ainda ouviram sobre, as contribuições da terapia para a compreensão do impacto da dor crônica, com a psicóloga Geralda do Nascimento Sá. Planejamento familiar e doenças reumáticas, com o Dr. Roger Levy e Cuidados na infusão da medicação biológica com Dr. Reno Coelho. A importância da vacinação no adulto com doença reumática e a carteira de vacinação foram tratados pelo Dr. Jozélio de Carvalho e pelo Dr. Roberto Audyr.

No encerramento tivemos a presidente da Associação Nacional de Doentes com Artrite Reumatoide de Portugal, Arsisete Saraiva que finalizou o XV Encontro Médico Social, compartilhando como a experiência com sua mãe sofrendo com a artrite reumatoide se transformou em um enorme incentivo para abraçar a causa dos portadores de doenças reumáticas em Portugal e, hoje, através da A.N.D.A.R, pode ajudar outros doentes com Artrite Reumatoide, que a os procuram na esperança de algum conforto e ajuda.

Fotos do Eventos

José Verztman DSC04000 DSC03999 DSC03998 DSC03997 DSC03996 DSC03995 DSC03994 DSC03993 DSC03992 DSC03991 DSC03990 DSC03989 DSC03988 DSC03987 DSC03986 DSC03985 DSC03984 DSC03983 DSC03982 DSC03981 DSC03980 DSC03979 DSC03978 DSC03965 DSC03961 DSC03941 DSC03933 DSC03929 DSC03924 DSC03912 DSC03895 DSC03883 DSC03864 DSC03859 DSC03827 DSC03790 DSC03786 DSC03782 DSC03742 DSC03741 DSC03740 DSC03739 DSC03705 DSC03445_Fotor DSC03436_Fotor Dr. Georges DSC03976 DSC03875 DSC03975 DSC03944 DSC03921 DSC03881 DSC03904 DSC03681 DSC03977 cópia de Participantes DSC03681 cópia de grupo

 

/ Notícias

Share the Post

About the Author

Comments

No comment yet.

Leave a Reply